Agrupamento de Escolas Dr. Manuel Gomes de Almeida

Agrupamento de Escolas Dr. Manuel Gomes de Almeida
Rua 35, 4500-321 Espinho 41°00'12.2"N 8°38'20.6"W

Descrição

O AEMGA nasce de um processo de reorganização da rede escolar ocorrido sobretudo no decorrer do ano letivo de 2011/2012, resultando da fusão da Escola Secundária Doutor Manuel Gomes de Almeida, do Agrupamento de Escolas Domingos Capela, em Silvalde, e da Escola Básica n.º 2 de Espinho (que anteriormente integrava o Agrupamento de Escolas Sá Couto). O AEMGA foi, neste contexto, constituído formalmente por despacho do Secretário de Estado do Ensino e da Administração Escolar a 28 de junho de 2012, tendo a tomada de posse da sua Comissão Administrativa Provisória (CAP) ocorrido no dia 4 de julho de 2012.

O AEMGA aglomera atualmente um total de cinco escolas inseridas nas freguesias de Espinho, Silvalde e Paramos (zona centro/sul do Concelho), sendo a distância entre os dois estabelecimentos de ensino mais afastados de apenas aproximadamente três quilómetros.

O AEMGA tem procurado adequar a sua Oferta Educativa aos interesses dos alunos e às necessidades de formação da comunidade envolvente, procurando, por esta via, dar as respostas educativas adaptadas às necessidades de formação dos alunos com vista ao desenvolvimento do Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória.

Consideramos que esta diversidade de cursos permite a experimentação de vivências de caráter empírico, operacional, laboratorial e produtivo nos campos científico, cultural e social, tendentes à aquisição de uma diversidade de experiências de aprendizagem.

Características

O Projeto Educativo do Agrupamento (PEA) presentemente em vigor surge no seguimento do PEA anterior (2013/2016), tendo o AEMGA, nesta transição do seu principal documento orientador, seguido os princípios da Continuidade, Estabilidade, Sustentabilidade, Adaptabilidade, Coerência e Consistência no seu processo de conceção/construção.

Em termos de metodologia adotada para a elaboração do documento, procurou-se, em 2017, o envolvimento representativo de toda a Comunidade Educativa através de reuniões internas, sessões públicas e auscultação de entidades externas.

No processo de composição do documento, foi considerado e integrado o Plano de Ação Estratégica (Biénio 2016/2018), que, por sua vez, tinha sido anteriormente (2016) construído, discutido e aprovado no âmbito do Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar (PNPSE).

Sob o Lema "AEMGA – A Educar para o Século XXI”, o PEA contempla três Áreas de Intervenção (AI): AI1 – Aprendizagens de Qualidade – "Promoção do Sucesso”; AI2 – Cidadania Ativa – "Promoção de Atitudes e Valores”; AI3 – Uma Escola Aberta ao Mundo- "Promoção da interação com o contexto envolvente”. Para cada uma das AI, foram definidos objetivos estratégicos/operacionais como se ilustra no quadro seguinte e, posteriormente, para alguns definidos Indicadores e Metas intermédias e num horizonte de três anos.

Contactos