Objetivos

Objetivos

A Estação Náutica de Espinho, assumindo-se como um sistema económico de desenvolvimento local, envolverá: a economia, o ambiente, a sociedade e as instituições, em torno de cinco objetivos estratégicos:  

  1. Promover o destino turístico de Espinho e a capacidade de atração, quer com o aumento da quantidade e qualidade da oferta, diminuindo a sazonalidade, quer por estratégias de comunicação consistentes e diversificadas;
  2. Desenvolver a cadeia de valor no turismo náutico e costeiro, através da capacitação dos agentes locais, da promoção da inovação e empreendedorismo qualificado, e através da qualificação do espaço urbano e costeiro pelo desenvolvimento de planos e políticas locais;
  3. Promover a cooperação local, nacional e internacional, através da Fórum Oceano e de outras plataformas e projetos de cooperação e colaboração, e principalmente, através da constituição de uma rede local com a participação de diversos stakeholder que contribuam para a definição da estratégia de promoção do produto turístico de Espinho e para a formulação de políticas locais fundadas em princípios de sustentabilidade ambiental e de inclusão social através do conceito de turismo acessível.
  4. Valorizar e promover a cultura e a identidade de Espinho, enquanto cidade costeira que beneficia dos recursos e serviços oferecidos pelo mar. Tendo como princípio o desenvolvimento de competências azuis do futuro e promover a literacia dos oceanos na comunidade escolar e na população.
  5. Garantir a sustentabilidade ambiental, valorizando o património hídrico, os ecossistemas marinhos e dunares.  

O Município de Espinho, enquanto entidade Coordenadora da E.N.E, definiu como modelo de trabalho, a divisão em quatro eixos que concorrem para a prossecução dos objetivos estratégicos (OE) indicados, possibilitando a definição de objetivos operacionais em cada um dos quatro eixos e grupos de trabalho diferenciados e multidisciplinares.  

EIXOS de Intervenção da E.N.E.  
  • Eixo I — Oferta do Turismo Náutico (OE 1, 2 e 3); 
  • Eixo II — Oferta Turismo Náutico Complementar (OE 1, 2 e 3); 
  • Eixo III — Educação Azul (OE 4);
  • Eixo IV — Sustentabilidade Ambiental e dos Ecossistemas (OE 5). 

Em Portugal, as Estações Náuticas são certificadas pela Fórum Oceano – Associação da Economia do Mar, enquanto entidade dinamizadora e enquanto membro da FEDETON – Fédération Européenne de Destinations Touristiques Nautiques, entidade gestora da rede internacional das estações náuticas.